terça-feira, 26 de outubro de 2010

Amor Maior

A única de tantas raras,
Em túnica seria santa,
A manta que veste seu caráter me inspira,
Respiro seu ar, pois sua pessoa me espanta.

Se eu for leviano, a dor reativa é maior em ti,
Munida de força ilimitada, reage por mim,
Acompanha-me em respostas negativas e chora,
Entre todas, em milhões de outras estórias,
A única que sempre diz sim.

Meu mal é seu também,
Meu bem é seu estar,
Não existe no mundo,
Sem lugar a sentimento igual,
Tão único.
Deste grande complexo global, a única.

Sei, é ti o sentimento eterno,
Incomparável a todos outros,
Outras amantes ou amigos por perto,
Nunca, é certo, sentirão algo tão pleno e interno.

Amo-te mãe com segurança tônica,
Amor platônico de carne e unha,
Amor maior de tudo e todos,
Mãe, tu es a única.


Todos os direitos reservados , caso queira publicar este poema favor comunicar anteriormente ao autor. 

2 comentários:

  1. lindo seu pensamento e traduz todo sentimento.. de um amor incomparavel.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, obrigado, acho que foi o primeiro comentário que recebi haha, vlw baby

    ResponderExcluir